Sexta, 18 de Setembro de 2020
(71) 98461-8442
Geral GANDU:

GANDU: Estrangulados, donos de bares e lanchonetes clamam por oxigênio ao prefeito.

GANDU: Estrangulados, donos de bares e lanchonetes clamam por oxigênio ao prefeito.

16/07/2020 12h29 Atualizada há 2 meses
Por: Redação
GANDU: Estrangulados, donos de bares e lanchonetes clamam por oxigênio ao prefeito.

  • Desde o inicio da pandemia, bares e lanchonetes ainda não se beneficiou de nenhuma das flexibilizações.
      

  • A mais de 100 dias sem poder abrir as portas, os donos de bares e lanchonetes de Gandu, clamam ao prefeito Leonardo Cardoso, por um pouco de oxigênio, esse seguimento está na UTI em Gandu durante a pandemia, o prefeito já flexibilizou várias vezes o funcionamento do comércio na cidade, todavia bares e lanchonetes não foram inclusos nas flexibilizações, fazendo assim com que o setor que também gera renda, impostos e emprego, chegue ao colapso.
  •  Até o presente momento, o prefeito Leonardo Cardoso ainda não recebeu nenhum representante deste setor para dialogar, tendo recebido até agora apenas a CDL (Câmara de dirigentes Logistas), os vereadores quando são acionados, prometem levar a  demanda do setor até o prefeito, mas até agora o setor continua estrangulado.
  •  A reivindicação dos donos desse seguimento, é que haja também uma flexibilização do setor para que não haja o cancelamento definitivo desses CNPJs, o sistema delivery não se adapta bem nesse setor, sendo que o tipo de produto vendido é de baixo valor agregado, e a taxa de entrega não compensa para ser arcada pelos proprietários, muito menos pelos clientes, os donos de bares e lanchonetes, solicitam que haja a flexibilização do funcionamento do setor, porém respeitando as normas de segurança que seria estabelecida pelos órgãos competentes.
  •  Com o fechamento total dos bares e lanchonetes na cidade, até o presente momento, não foi oferecido aos donos desses estabelecimentos, nenhum tipo de ajuda pelos governos das três esferas, muitos ainda conseguiram o auxilio emergencial pago pelo governo federal no valor de R$ 600 reais, valor que ajuda apenas no sustento da família, não na manutenção dos estabelecimentos que precisam pagar as despesas para não fechar as portas, aluguel. água, luz e internet, muitos até salário de funcionários.
  •  Os comerciantes deste setor entendem também que seus comércios, não são os principais vetores do vírus da Covid-19, alguns bares chegam a funcionar com no máximo 4 mesas e um pequeno fluxo de clientes, enquanto as casas lotéricas, algumas lojas de roupas, departamentos e supermercados, na maioria das vezes, vivem superlotados, os donos de bares e lanchonetes não podem servirem de "bode expiatório" para que as pessoas digam que o comércio da cidade está fechado.
  •  A sugestão desses comerciantes duramente afetados pelo fechamento de seus comércios, é que a vigilância  sanitária,junto com o executivo, libere a abertura desse seguimento com restrições, diminuição do número de mesas com distanciamento de uma para a outra, a obrigatoriedade da mascara e do álcool gel, pode proibir o uso de som para que não haja aglomerações, e horário de funcionamento reduzido, todos estão dispostos a respeitar as regras, eles, os comerciantes do setor , só querem sobreviver.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Gandu - BA
Atualizado às 14h28 - Fonte: Climatempo
29°
Poucas nuvens

Mín. 20° Máx. 29°

30° Sensação
16.2 km/h Vento
53.7% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (19/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 20° Máx. 30°

Sol com algumas nuvens
Domingo (20/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 21° Máx. 30°

Sol com algumas nuvens
Ele1 - Criar site de notícias