Quarta, 03 de Março de 2021 01:31
(71) 98461-8442
BRASIL INACETÁVEL

MP CRIA A FIGURA DO

A justiça acatou o absurdo vindo do MP.

03/11/2020 17h13 Atualizada há 3 meses
Por: Redação Fonte: WEB
Mariana Ferrer (Vítima) e André Camargo (Acusado).
Mariana Ferrer (Vítima) e André Camargo (Acusado).

A decisão causou espanto em parte considerável da sociedade. O Ministério Público inventou a figura do "Estupro culposo" com a intenção tão somente de absolver  o empresário André de Camargo Aranha, acusado de ter estuprado a blogueira Mariana Ferrer. A decisão deferida pelo juiz Rudson Marcos da 3ª vara crime de Florianópolis chocou a sociedade, ele absolveu o empresário de 43 anos acusado de ter estuprado uma mulher acatando o argumento do Ministério Público que teria sido um estupro culposo, figura jurídica inexistente no código penal brasileiro. Diversos artistas se manifestaram protestando contra a decisão do magistrado, uma delas foi a cantora Zélia Ducan que disse " Nunca existiu estupro culposo" o Senador Humberto Costa (PT-PE) também criticou a decisão do juiz.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias