Domingo, 24 de Outubro de 2021 22:52
(71) 98461-8442
SAÚDE EDITORIAL

POR QUE BOLSONARO É CULPADO PELAS MAIS DE 300 MIL MORTES PELA COVID-19?

Vamos por parte, cada coisa no seu tempo.

08/04/2021 10h08
Por: Redação Fonte: BRC
Blog Rubens Costa.
Blog Rubens Costa.

Supondo-se que o Brasil caminhasse bem nesse momento em relação ao combate a pandemia, a vacinação tivesse acelerada, o número de infectados abaixo da média mundial, o número de óbitos também abaixo da média, a quem seria atribuída essas maravilhas? Resposta: Ao presidente da República Federativa do Brasil sua excelência Jair Messias Bolsonaro.

No entanto os números são estarrecedores, o Brasil já ultrapassa a marca neste último dia 07 de Abril de 2021 de mais de 13 milhões de casos confirmados, mais de 340 mil mortes e uma média diária de 3 mil mortes. De toda forma também temos mais de 11 milhões de pessoas recuperadas, porém dessas 11 milhões muitas sequer tiveram algum tipo de sintomas.

Porque que Boslonaro é o principal culpado por toda essa tragédia no Brasil? Vamos lá, sua primeira ação criminosa em relação ao combate ao vírus, foi a recusa das 70 milhões de doses da vacinas da Pfizer,  ele alegou que no contrato, a farmacêutica  não se responsabilizava pelos efeitos colaterais, porém a Pfizer nem nenhuma outra se responsabilizou, nem por isso o mundo deixou de comprar o imunizante que salva vidas, o motivo todo mundo já sabe, questões meramente ideológicas, melhor dizendo, "birra de moleque teimosos", isso nem ideologia é.

Bolsonaro deixou o Ministério da Saúde o tempo todo nas mãos de um general da ativa (Eduardo Pazuello) sem que o militar entendesse nada de saúde, não é médico e nunca atuou em nada relacionado em toda sua carreira militar, o legado desse ministro foi obedecer os caprichos do presidente e negar a ciência sem contar o expressivo aumento nas mortes por Coronavírus que ele deixou, mas não para por aqui.

EXEMPLO DEVERIA VIR DE CIMA: Exemplo de como se deve agir para combater o vírus nunca constou e nem consta no macabro dicionário de Jair Bolsonaro, não usava e ainda falava mal das mascaras, incentiva aglomerações de pessoas quando se encontra com aquela claque de retardados que o apoia (Retardados não por apoia-lo, mas pela forma patética que o faz).

A desunião politica promovida por Bolsonaro com os governadores dos estados, também foi e tem sido um agravante para matar pessoas através do vírus, uma guerra meramente política, como não tem competência para administrar a crise e o país, tenta a todo custo jogar a culpa dos seus desatinos nos 27  governadores da federação, até mesmo os governadores aliados, ou seja, os alienados. Uma união nesse momento de crise sanitária entre o governo federal, estadual e municipal, seria de grande relevância para se obter êxito no combate a Covid, porém Bolsonaro não fez isso e nem fará, na verdade ele só pensa em 2022.

E a luta de Jair Bolsonaro para atrapalhar o combate a pandemia continuou, fez 3 governadores que lutam arduamente contra o vírus, perder tempo no STF para evitar que suas medidas de combate a pandemia fossem desfeita por ele, felizmente a suprema corte do país foi coerente e não permitiu mais essa maldade do presidente.

O NEGACIONISMO: Quem pode negar que Bolsonaro negou a existência da gravidade da doença enquanto pôde, chamou esse terrível vírus de gripezinha, resfriadinho, frescura e mi mi mi, infelizmente muita gente acreditou que o vírus não era tão grave assim, se contaminou e contaminou outras pessoas, e muitas dessas pessoas morreram.

Muitos de seus seguidores o defendem e dizem que o presidente fez muita coisa boa para combater a doença, aí eles dizem que Bolsonaro enviou milhões pra o governo daqui, dali etc, eles não entendem que foi aprovado no Congresso Nacional um orçamento de guerra e que por isso essas remessas de dinheiro para os estados e apenas algo OPERACIONAL. Dentro deste mesmo orçamento foi aprovado R$ 20 bi só para compra de vacinas, vacinas essas que mesmo com dinheiro em caixa o "mito" se negou a comprar.

AUXILIO EMERGÊNCIAL: Por falta de conhecimento tal vez, o povo hoje começará a pagar o preço por não reconhecer da primeira vez, quem de fato pagou R$ 600 reais de auxilio. Bolsonaro e Paulo Guedes propôs á época apenas R$ 200 reais de ajuda, o Congresso Nacional brigou e conseguiu chegar a R$ 500 reais, Bolsonaro pra não sair por baixo politicamente pensou, quem paga R$ 500 para R$ 600, e assim se seu o primeiro auxilio emergencial. Quando os institutos de pesquisas foram pesquisar as popularidades do Congresso e a do presidente, o povo aprovou Bolsonaro achando que o auxilio de R$ 600 reais foi ideia dele, dessa vez a dupla dinâmica Guedes/Bolsonaro resolver pagar R$ 150 e o Congresso que não é bobo nem nada aceitou! Toma distraído!

PARTE DOS EVANGÉLICOS: Parte deles acham que a culpa de tudo isso é das profecias de Deus, imagina?

Se com tudo isso, o povo continuar achando que Bolsonaro não é culpado pelas mais de 340 mil mortes no Brasil, o problema não é Bolsonaro, o problema é o povo.

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias